Entenda o conceito e conheça o trabalho que acontece nos bastidores de Let Me Be The One
21/05/20

Se eu te pedir pra pensar em um single da IZA que tenha um clipe ruim ou imemorável você provavelmente não vai conseguir responder nenhum. Isso acontece pois todos os trabalhos dela até então têm sido extremamente bem pensados, desde a direção de arte e criação de um conceito, até a estratégia de divulgação que acontece nas redes sociais, rádio, TV… Todo esse processo acontece não apenas por causa da IZA, mas também por causa de uma equipe enorme, competente e extremamente talentosa que atua por trás dela.

View this post on Instagram

#betheone @betheone_to @thehumanitylab

A post shared by IZA (@iza) on

O clipe de Let Me Be The One já está disponível e traz à tona um debate extremamente importante: como vivem milhões de pessoas refugiadas, o objetivo é promover a diversidade e os direitos humanos com a campanha #BeTheOne, lançada pela ONU em parceria com a Humanity Lab, com a qual a música está inserida. No clipe, existem participações de refugiados da Síria, da Venezuela, da República Democrática do Congo, além de indígenas, representantes LGBTQIA+ e etc. Para conhecer um pouco dos refugiados que estão no clipe, a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) fez um post específico sobre isso que você pode ler aqui.

A delicadeza da música e do clipe fica nítida enquanto assistimos e isso acontece pelo trabalho em conjunto feito com diversos profissionais de diferentes áreas. O clipe é dirigido pelo Felipe Sassi, que já trabalha com a IZA em quase todos os seus trabalhos, e junto com ele vem toda a equipe que já atua com a IZA nessa caminhada. Bianca Jahara (Stylist) e Mary Saavedra (Beauty Stylist) são exemplos dessa equipe e tiveram um papel fundamental nos bastidores de Let Me Be The One. Perguntamos para Mary Saavedra como ela busca referências para entregar a beleza da IZA, de acordo com a estética do clipe. Como acontece a escolha de maquiagem e cabelo que entram para um clipe da IZA.

IL: O clipe de Let Me Be The One tem todo um conceito, uma mensagem a ser passada, como buscou referências para entregar a beleza da IZA, de acordo com a estética do clipe?

Mary Saavedra: “Primero escuto a música, o ritmo para entender a mensagem. Depois vou olhando algumas ideias e referências, como no Pinterest e Instagram, referências de outras mulheres negras e cantoras internacionais. Mas também gosto de olhar referências de estilo e até paisagens, já que pode surgir alguma ideia a partir disso. Depois dessa pesquisa, aí então converso com a IZA e vamos fazendo as escolhas finais. Sempre deixamos uma margem, caso no dia acabe não funcionando com um look ou não dê tempo suficiente. Então, por exemplo, se precisamos de 5 penteados, escolhemos 6.”

IL: Muitos fãs da IZA são também seus fãs e sempre copiam as makes que você faz nela! A beleza de IZA ficou INCRÍVEL! Quais produtos que basicamente você utilizou?

Mary Saavedra: “Eu fico feliz de saber isso! Me da mais ânimo para ser mais criativa! Eu sou super minuciosa em todos os detalhes. Eu sempre cuido muito da pele, porque quero que fique incrível, que ninguém perceba a base, que pareça realmente natural pra quem vê. Por isso cuido muito da parte da hidratação da pele. Já com a base eu tenho bastante cuidado com a textura. Por exemplo, nesse trabalho eu usei studio sculp da Mac que sempre me dá o resultado que espero. As maiores mudanças de uma maquiagem pra outra foram no batom, porque aí ganho tempo nas trocas de cabelo. Mas num todo, tentei deixar o mais clean possível, sempre ressaltando a beleza dela. E ah, usei muito grampo! (risos)”

IL: Você é ótima profissional, já trabalha com a IZA praticamente desde o início, como você consegue se reinventar a cada trabalho e clipe?

Mary Saavedra: “É desafiador, porém eu amo! Coisa de “ariana”. Sempre estou pesquisando novas tendências, novos estilos de cabelos e maquiagem, é bom para se inspirar. No caso dos clipes, antes eu sempre tenho que ter uma conversa com a IZA, Bianca (stylist) e Felipe (diretor) para tudo combinar com o tempo do clipe, com os looks, o estilo da Iza e que tenha a ver com cada música e vídeo clipe. Sempre tento criar uma tendência, criar um estilo pra que a Iza se sinta maravilhosa.”

View this post on Instagram

#betheone

A post shared by IZA (@iza) on

É justamente por causa deste trabalho em conjunto que acontece entre toda a equipe que a estética dos clipes da IZA ficam sempre tão perfeitas. Em Let Me Be The One, os looks também são um fator que chama bastante atenção entre os fãs. Bianca Jahara escolhe e decide todos eles a dedo com IZA e tudo tem sempre um propósito. Os looks escolhidos desta vez tiveram um viés sustentável, o objetivo de comunicar o que já é uma necessidade atual: a natureza pede socorro!

Foto: Rodolfo Magalhães.

Para a Revista Glamour, IZA conta que eles criaram peças com materiais reutilizados com a ideia de chamar atenção para a preservação do meio ambiente. Em uma das cenas, IZA aparece usando um corselet feito de saco de lixo (ideia tida pelo próprio diretor, Felipe Sassi). Veja abaixo:

Foto: Rodolfo Magalhães.
Foto: Rodolfo Magalhães.

Os figurinos também possuem tons terrosos com o objetivo de trazer IZA e Maejor com uma conexão maior com a Terra. Os figurinos foram pintados à mão com materiais naturais e os pés descalços de IZA e Maejor dão ainda mais a naturalidade da relação homem/natureza.

Foto: Rodolfo Magalhães.
Foto: Rodolfo Magalhães.

Conversamos também com Tati Nazário, coreógrafa da IZA, para saber como foi o papel dela no meio da obra completa.

IL: A gente sabe que tu estás com IZA ja faz um bom tempo mas sempre existe uma novidade na carreira dela, sempre uma conquista a mais. Como foi dessa vez, pra você, estar envolvida numa campanha da ONU? Como foi quando tu ficou sabendo?

Tati Nazário: “Todo trabalho com a IZA é especial! Quando fui convidada não sabia que era uma campanha da ONU, só soube lá! Quando fiquei sabendo da grandeza desse projeto, da importância dessa campanha, me senti muito especial em ser escolhida e poder fazer isso ao lado de artistas e pessoas tão incríveis. Como boa pisciana, chorei horrores durante todo o processo. Essa campanha leva uma mensagem muito linda e necessária para todos nós!”

IL: Na produção do clipe de Let Me Be The One a gente vê a tua presença nas fotos de divulgação do clipe. Tu esteve como coreógrafa ou bailarina? Chegou a criar coreografia pro clipe?

Tati Nazário: “Sim! Além de atuar como bailarina, também fui convidada pra assinar a coreografia do clipe! Foi minha primeira vez coreografando um clipe a convite da Iza, e está sendo um momento muito especial na minha carreira! Só gratidão pela oportunidade, por unir a dança a um projeto tão importante, e por ter feito tudo isso acontecer acompanhada de bailarinos talentosíssimos!”

Com o surto do novo coronavírus no mundo inteiro, a campanha saiu depois do que deveria, com isso todo o planejamento da campanha teve que ser adiada. Tudo aconteceria no dia 30 de março mas devido à pandemia, foi adiado para o dia 21 de maio. Tivemos uma conversa com Nathália Rosental, Gerente de Social Media da equipe de IZA e responsável por estrategia de divulgação de conteúdo da campanha, sobre como tudo tem acontecido nos bastidores.

Nathália Rosental: “A gente acaba embarcando nas coisas sem perceber realmente o tamanho delas. Sempre que eu pensava que é uma campanha que envolve a ONU, eu pensava sempre na responsabilidade dela [IZA], como deveria pesar para ela. Eu me cobro muito em todos os aspectos, se sai uma vírgula errada, eu fico muito chateada durante muito tempo, pois quero que saia sempre tudo muito perfeito. Quando sentamos para pensar no planejamento geral da campanha, fizemos essa planilha com todos os dias detalhados, todas as ações online e offline, tudo! Depois apresentamos isso pra IZA e daí que eu pensei “Caramba! Eu tô realmente organizando isso.” Aí minha ficha começou a cair, mas acho que só quando tudo tiver saído que a minha ficha vai cair completamente.”

A nossa ficha ainda não caiu! A gente vai precisar ouvir muito Let Me Be The One pra se acostumar com a ideia de que nossa fada ta enorme e nada mais pode parar ela.


Comentários
"