Tag: ‘Dona de Mim’

18/11/18

Já estávamos ansiosxs para ouvir a música nova da Sandy que tem participação da nossa imperatriz. Se você não sabe do que estamos falando, deixa que a gente explica! A Sandy iniciou um projeto chamado “Nós, Voz, Eles”, onde ela lança uma música por vez com um convidado diferente, dentre eles, Lucas Lima, Anavitória, Thiaguinho e diversos outros, dentre eles, IZA!

Reprodução: Instagram.

Acontece que agora a música foi apresentada pela primeira vez no palco do Fantástico e IZA e Sandy arrasaram muito cantando juntas “Eu Só Preciso Ser”, confira a performance clicando AQUI.

Além da música nova, obviamente elas também cantaram músicas individualmente, IZA trouxe Ginga e Dona de Mim para o palco do programa você pode conferir abaixo:

Além disso, nos bastidores do programa, IZA e Sandy responderam algumas perguntas dos fãs da internet:

05/10/18

IZA já falou em diversas entrevistas sobre como Pesadão foi um divisor de águas na carreira dela, o lead single do álbum Dona de Mim trouxe diversas conquistas inéditas para a carreira da nossa imperatriz e até hoje, 1 ano depois, ainda vem conquistando mais e mais.

Capa oficial do single Pesadão.

Tudo começou antes do lançamento do single, no dia 23 de setembro do ano passado, IZA subiu ao palco do Rock in Rio para fazer um dos shows que também marcaram a sua carreira. O show, em parceria com o CeeLo Green, aconteceu e foi incrível. Naquele dia, IZA deu dicas sobre o lançamento do primeiro single de seu primeiro álbum, que até então não sabíamos nem mesmo o nome, neste evento ela usou duas peças que continham o nome do single e a sua data de lançamento.

Reprodução: Instagram.

No dia 5 de outubro de 2017, finalmente, Pesadão foi lançada. Já estávamos muito ansiosos e a música chegou para dar exatamente o que a gente queria: um hit. A parceria com o Marcelo Falcão casou super bem na faixa e caiu no gosto popular uns meses depois do lançamento. Hoje Pesadão já possui mais de 180 milhões de visualizações no YouTube, e ainda mais de 50 milhões de reproduções no Spotify.

A faixa conquistou top 15 entre as faixas mais ouvidas do Spotify no chart “As 50 mais ouvidas do Brasil” e ainda debutou em #1 nas virais brasileiras da plataforma. Esta semana, com o lançamento do novo single Dona de Mim (leia mais sobre aqui), quase 1 ano depois, a música voltou a chartear na posição #199 do top 200 do Spotify Brasil.

IZA e Felipe Sassi (diretor) nos bastidores de gravação do clipe de Pesadão.

Mostrando uma estabilidade absurda, Pesadão se mantém relevante até hoje, principalmente nas rádios. A faixa fechou o mês passado (setembro) ainda no top 5 das faixas mais reproduzidas das rádios brasileiras na categoria Pop/Rock/Reggae (dados: Connect Mix).

Foto: Connectmix.

E ainda neste mês de setembro, o single quebrou um recorde para a IZA, com mais de 420 mil reproduções, Pesadão se torna a música pop de uma cantora nacional com o melhor desempenho nas rádios brasileiras nos últimos 4 anos. O título até então pertencia a Paradinha da Anitta com 408.105 mil reproduções em 2017.

IZA e Marcelo Falcão nos bastidores de gravação do clipe de Pesadão.

A música ainda rendeu a primeira certificação da IZA, o single trouxe disco de platina triplo para IZA e Marcelo Falcão com suas mais de 240 mil cópias vendidas (streams + vendas puras). A entrega do certificado aconteceu no programa Conversa com o Bial, da Rede Globo, e foi entregue pelo próprio Pedro Bial (leia aqui).

Marcelo Falcão, Pedro Bial e IZA no programa Conversa com Bial.

Placa de certificação de Pesadão.

Confira o momento da entrega do disco de platina triplo:

Foi com Pesadão ainda que IZA fez sua primeira performance no Prêmio Multishow de Música Brasileira, ano passado. Este ano, IZA voltou ao palco do PMMB, só que desta vez, além de performar, ela foi também receber o prêmio de Melhor Música também por Pesadão, confira estes dois momentos abaixo.

Confira a performance na premiação do ano passado:

Confira IZA recebendo o prêmio de melhor música na premiação deste ano:

Pesadão superou todas as nossas expectativas (como também as da própria IZA) e cumpriu bem o seu papel como um lead single. Esperamos que nos próximos álbuns de IZA ela consiga alguns lead singles como Pesadão para marcar bem as eras que estão por vir.

Ouça Pesadão nas principais plataformas digitais:
Spotify | Deezer | YouTube 

28/09/18

Desde o início de sua carreira IZA tem deixado claro que ser uma artista pra ela não é apenas ser admirada por milhões de pessoas e pagar suas contas no fim do mês trabalhando com música, tudo seria em vão se ela não usasse a sua voz e seu lugar de destaque para passar alguma mensagem importante e de cunho social. Foi assim com Pesadão, foi assim com Ginga, e não foi diferente com o seu novo single, Dona de Mim.

Capa do single fotografada pelo Rodolfo Magalhães.

Dona de Mim é uma música feita pra quem já chorou mares e rios nessa vida, mas que, de alguma forma, encontrou a força necessária para não se afogar! A música fala sobre encontrar o seu caminho, sobre encontrar a felicidade dentro das dificuldades, sobre ser donx de quem você é, sem deixar com que o mundo possa te derrubar.

Todo o conceito da música também perpassa o debut álbum da IZA, cujo nome é o mesmo do single. Por ser uma mulher negra, IZA tem se tornado cada vez mais um símbolo de representatividade por preencher um local de fala que lhe cabe. Poderosa e inteligente, ela fez questão de trazer também sua mensagem para o videoclipe.

O clipe de Dona de Mim é dirigido pelo Felipe Sassi (mesmo diretor de Pesadão e Ginga), e também tem um roteiro montado por ele e pela própria IZA. A direção criativa do clipe também conta com Bianca Jahara e Thayna Laduano. A Bianca, caso alguém não saiba, veste a IZA desde o início da carreira e é responsável por quase todos os looks que IZA veste hoje em dia.

Look usado por IZA no show feito no YouTube Brandcast, com styling da Bianca Jahara. Foto: Gabryel Sampaio.

No clipe, IZA não é de fato uma personagem nas histórias apresentadas, ela aparece em cada cena pra dar visibilidade àquela história, que traz personagens femininas em situações cotidianas, mulheres fortes que passam por situações reais. Dona de Mim conta a vivência de 3 mulheres, para que, desta forma, possa comunicar o que IZA tem em mente junto com sua equipe.

O clipe inicia com IZA na cozinha de uma casa, nesta cena, o clipe mostra a história de uma mãe solteira que precisa batalhar sozinha para cuidar dos filhos, o que mostra uma crítica sobre a ausência do pai, que muitas vezes sabe da gravidez e abandona o lar.

Reprodução: YouTube.

Numa segunda cena, IZA aparece numa escola vestida com um look de composição militar, nesta cena, IZA mostra a história da segunda personagem, uma professora (negra, é bom salientar), que tem sua aula interrompida por conta de um tiroteio. Pra quem não sabe, IZA nasceu em Olaria, um bairro da Zona Norte do Rio de Janeiro, e desde cedo conviveu com a violência de perto. Sua mãe, Isabel, é professora, e já ficou trancada dentro da escola por causa de tiroteio também. No clipe IZA utiliza uma personagem pra contar uma história da sua vida particular, mas sem deixar (nem por um segundo) de ter um cunho imensamente social.

Reprodução: YouTube.

Nesta cena, o look da IZA representa a sua própria militância. É um look militar, mas podemos observar corações espalhados pelo uniforme, trazendo a militância de forma pacificadora, conferindo amor e proteção. Neste contexto IZA significa a proteção, que olha pelas mulheres, sobretudo pelas mulheres negras. No final da cena, IZA abraça os alunos e a professora de maneira bastante representativa.

Corações espalhados pela roupa da IZA. Reprodução: YouTube.

Momento em que IZA abraça os personagens da história simbolizando proteção. Reprodução: YouTube.

Ainda nesta cena, vale observar também as anotações feitas pela professora no quadro negro, dados presentes como “53% da população brasileira é negra”, ou ainda anotações sobre o Quilombo dos Palmares (símbolo da resistência do povo negro). Do lado direito da lousa, questionamentos como “Você acredita que o Brasil é um país racista?”, além de outros termos como “navio tumbeiro” (nome dado aos navios de carga para o transporte de escravos, conhecido também como “navio negreiro”) e relatos sobre o tratamento que os escravos tinham em condições DESUMANAS (essa palavra aparece destacada quase no rodapé do quadro). As informações são muitas e dariam um texto enorme só no conteúdo presente nesta lousa.

Reprodução: YouTube.

Numa outra cena, IZA surge num tribunal para contar a história de mais uma personagem, uma advogada (embora não seja o foco da cena, vale salientar com finalidade representativa, que a atriz que interpreta a advogada é uma mulher trans). Na história, a advogada defende uma mulher negra que está sendo julgada por um júri formado por homens brancos, bem como, o próprio juiz (extremamente simbólico). Algemada, a mulher aparece sorrindo para sua advogada como sendo a única pessoa ali naquela sala capaz de ajudá-la, IZA traz nessa cena a sensação de que mulheres precisam ajudar umas as outras, sustentando o pilar da sororidade feminina.

Reprodução: YouTube.

Na última cena, IZA aparece com um coral todo feminino dentro do que parece ser uma igreja. Nesta cena, ela canta com todas as mulheres em uma única voz e acreditamos que essa parte dispense qualquer explicação. União, força e luta: 3 palavras que acompanham a mensagem que IZA vem passando desde o início. A igreja como cenário traz a presença da fé, como diz a letra “…deixo minha fé guiar, sei que um dia chego lá…”, e as personagens citadas anteriormente chegam nesse momento na igreja para assistirem IZA e o coral de mulheres cantando em uníssono. A cena acaba nos tocando muito forte enquanto assistimos, ficou muito lindo.

Reprodução: YouTube.

Ainda na cena da igreja, o look usado por IZA carrega uma peça com vários elementos da letra de Dona de Mim e foi confeccionado apenas para o clipe, confira com mais detalhes abaixo.

Foto: João Incerto.

Intercalando todas as cenas, IZA ainda aparece dançando num corredor com um terno branco, que é o mesmo presente na capa do single, este look foi todo grafitado com a palavra “MULHER” escrita em rosa e espalhada pelo tecido, e no final do clipe, fica nítido que são as mulheres quem IZA quer de fato exaltar, foi pra isso que o clipe de Dona de Mim foi feito.

Reprodução: YouTube.

E você? O que achou do clipe? Existe algum significado que não colocamos aqui que você acha pertinente? Deixa nos comentários que a gente vai adorar ler. O clipe tá na rua, existem ainda diversos outros detalhes que muito provavelmente não conseguimos ainda perceber, mas de modo geral, fica claro o quanto tudo, mais uma vez, foi muito bem pensado e principalmente sobre como IZA não faz música por fazer, o que só aumenta ainda mais o nosso orgulho pela artista que ela tem se mostrado.

Se você caiu de paraquedas neste post e até agora ainda não assistiu o clipe de Dona de Mim, deixamos o vídeo aqui embaixo pra você apreciar essa obra de arte:

28/09/18

Finalmente a nossa espera chegou ao fim! O novo single da IZA é Dona de Mim e já está disponível para ser ouvido/assistido em todas as plataformas digitais.

Primeiro a capa do single que foi divulgada na semana do lançamento do clipe, confira abaixo:

Capa do single fotografada pelo Rodolfo Magalhães.

Além da capa, IZA tem mobilizado seus seguidores nas redes sociais com uma campanha utilizando a hashtag #DonaDeMim, a campanha consiste nas histórias de diferentes mulheres que relatam os desafios que tiveram que passar em suas vidas para tornassem donas de si. Para estimular a campanha, IZA tem postado vídeos com entrevistas feitas por ela, nestes vídeos ela aparece conversando com fortes mulheres que são personagens do seu novo videoclipe. São histórias reais e de bastante representatividade. Conheçam as histórias abaixo:

  • Josi Lima, professora:

“Josi Lima, professora que assim como minha mãe passou por muitas coisas pra poder exercer o que mais ama.”

  • Bia Sabiá, mãe solteira:

“Bia é diariamente julgada por ser mãe jovem. As pessoas constantemente perguntam se o “pai ajuda”, como se a criação de um filho não fosse uma responsabilidade de ambos.”

  • Marcella Maia, mulher trans:

“Marcella se tornou dona de si quando decidiu ser quem ela realmente é. Ainda assim, comentários como “você é tão bonita, parece mesmo uma mulher” são frequentes em sua vida. No meio disso tudo, Marcella mantem sua cabeça erguida.”

 

O videoclipe de Dona de Mim saiu hoje (28), às 13h20 da manhã, no Canal da IZA (inscreva-se aqui).

Antes de ver o clipe, temos algumas news sobre o lançamento:

  • IZA fará um show de lançamento do clipe no dia 28, às 19h. O show será transmitido ao vivo pelo seu Twitter.
  • Quem usar a hashtag #DonadeMim no Twitter a partir desta sexta-feira, poderá ver um emoji exclusivo da IZA em comemoração ao lançamento do clipe.

Emoji presente na hashtag #DonaDeMim, no Twitter.

AGORA SIM, SEM MAIS ENROLAÇÃO, VEJAM ESSA OBRA DE ARTE:

26/09/18

Se alguém ainda duvidava de que esse era o ano da IZA, agora não resta mais nenhuma dúvida! O Prêmio Multishow de Música Brasileira 2018 veio para provar que este ano, tudo é da imperatriz do pop BR. O PMMB aconteceu na madrugada de ontem (25) e muito se era questionado sobre o look da IZA para a premiação e, COMO SEMPRE, ela não decepcionou!

Foto: Gabriel Sampaio.

Reprodução: Twitter.

IZA já chegou no evento assim, MARAVILHOSA! Cedeu entrevistas e conversou um pouco com a Titi Muller ainda no tapete vermelho da premiação e tretou com a Blogueirinha de Merda e os meninos do Diva Depressão que estavam fazendo uma live do tapete vermelho para o canal do YouTube do Multishow:

Depois da passagem pelo tapete vermelho, IZA ganhou o seu primeiro prêmio no PMMB, ela estava concorrendo a Melhor Música com Pesadão e venceu nomes como Marília Mendonça, Luan Santana, Ivete Sangalo e Simone e Simária.

Confira o momento em que IZA subiu ao palco para receber o prêmio de Melhor Música:

Além da vitória nesta categoria, IZA ainda performou no palco da premiação, ela cantou Ginga e seu mais novo single, Dona de Mim, ambas as músicas com um coral I N C R Í V E L e um balé impecável, sendo uma das (se não A) melhores performances da noite.

Depois de tudo isso, só restou aceitar a aclamação, né? A internet inteira só falava nela e no quão incrível ela é, separamos pra vocês algumas opiniões sobre a performance da rainha:

E foi isso, amores, o Prêmio Multishow 2018 desse ano terminou sendo incrível para IZA e também para nós, valeu a pena todo o nosso esforço e dedicação nas votações e ano que vem voltaremos com tudo para fazer da nossa imperatriz cada vez mais premiada e reconhecida.

Reprodução: Instagram.

Reprodução: Instagram Stories.

Logo depois, IZA deu entrevista falando sobre como foi a sensacão de vencer uma categoria do PMMB e comentou ainda sobre a sua performance.

 

18/09/18

Depois de muita espera, IZA revelou que Dona de Mim é seu novo single de trabalho. O anúncio foi feito pelo Twitter da própria IZA nesta sexta (14) com um esquema de divulgação tweet to unlock (em tradução livre: tuíte para desbloquear), de modo que as pessoas precisariam tuitar usando a hashtag #NovoClipeIZA para poder descobrirem qual o próximo single do álbum.

Assuntos mais comentados do Twitter.

Após o anúncio da faixa que deu nome ao álbum como single, a música foi enviada para as rádios e já apresenta um bom desempenho inicial que deixa a gente bastante feliz, a música estreou em #15 nas rádios e ainda apareceu em #2 nas rádios do Rio de Janeiro e em #7 nas rádios de Sâo Paulo.

E para ajudar a música a subir ainda mais nas rádios, seguem links abaixo para que você possa pedir Dona de Mim nas rádios pelo seu WhatsApp (clique e você será redirecionado para a conversa com a Rádio no WhatsApp):

MIX RIO | METROPOLITANA FM | MIX SÃO PAULO | DISNEY FM | JOVEM PAN | HITs RECIFE

 

 

03/07/18

Com 2 meses de lançamento do novo hinário brasileiro, o amor só aumenta. O Dona de Mim tem tido um desempenho notável para uma artista pop estreante, foi por causa disso que decidimos tentar entender um pouco mais sobre toda a trajetória da criação até chegar ao produto final, desta forma, convidamos os produtores do álbum, os “3 catiorros” (como eles mesmo se chamam): Pablo Bispo, Sérgio Santos e Ruxell, pra responder pra gente algumas perguntinhas e matar nossa curiosidade.

Os três já se envolveram em diversas produções de sucesso atualmente, com artistas como Gloria Groove, Di Ferrero, Aretuza Lovi… a lista é enorme!

Embrazados F.C #iza #pop

A post shared by Pablo Bispo (@pablobispo01) on

 

IL: Pra começar, como é trabalhar com IZA? Como vocês conheceram a fada e como foi a relação de vocês com ela na produção do Dona de Mim?

CATIORROS: “Trabalhar com ela é muito bom, ficamos amarradões pois ela sabe o que quer e isso já facilita bastante as coisas. Ela tem uma energia muito positiva, gosta do mesmo tipo de som que a gente, pra nós é uma honra, um prazer trabalhar com ela, além dela cantar pra caramba, melhor cantora que temos aqui. Então pra gente, trabalhar com uma artista assim, é tipo um sonho maravilhoso! Conheci  ela um pouco antes (Sérgio), porque tiveram algumas reuniões antes dela fechar contrato com a gravadora, foi aqui no estúdio, ela chegou a gravar um cover também e logo depois começou a procura de repertório, e produções, fomos nos unindo pra fazer as músicas. Antes do processo de composição do álbum, tínhamos trabalhado indiretamente. Uma música que tinha beat do Ruxell, masterização  minha e a letra do Pablo, mas depois acabamos entrando todos juntos na procura de identidade para começar o álbum.

Pablo Bispo e IZA em estúdio.

IL: Qual a faixa mais difícil de produzir? Existe alguma que levou mais tempo que o normal pra ser feita?

CATIORROS: Tem música que sai bem mais fácil, e tem música que demoramos um pouco para acertar. Sim, Ginga foi um pouco mais complicada de se fazer, pois estávamos com o disco quase pronto, e como Pesadão estourou, e a galera conheceu a IZA por Pesadão, precisávamos de mais opções pra ser um próximo single, então tínhamos que tomar bastante cuidado, tanto com temática, com abordagem, sonoridade. Fizemos 3 músicas que foi Linha de Frente, Ginga e Corda Bamba, foram as 3 últimas músicas, tanto compostas, como produzidas. Mas Ginga, por ser um próximo single, música de rádio, teve algumas idas e vindas. A letra até “matamos” mais rápido, mas a produção ficamos um pouco na dúvida, então por isso foi a que demorou mais.

 

IL: Enquanto produzem o álbum rola alguma discordância entre vocês? Se sim, como vocês resolvem isso na hora de decidir?

CATIORROS: Sim, claro! Normal, a coisa mais normal do mundo, por isso somos um grupo, às vezes 3 ou 4 pessoas, e confiamos no bom gosto uns dos outros.. Tem coisas que todos já vão direto, mas tem músicas  que discordamos em relação a produção, a levada, BPM, letra, por estarmos em grupo, fazemos votação e se maioria gostar, a minoria vai saber que será algo melhor, pois confiamos muito no trabalho um do outro.

Os Catiorros em estúdio.

IL: Quais as influências musicais que vocês possuem e quais destas influências vocês trouxeram para o álbum?

CATIORROS: Gostamos de tudo na verdade, desde música popularzona, funk, pagode, axé das antigas, até coisas mais poéticas, de Djavan à Gil, gostamos de música boa!  E conseguimos levar de tudo que a gente gosta para o disco. Abrangemos uma gama de estilos bem grandes, se for separar por estilos, tem reggae com trap, reggae com trap ainda mais pesado, tem ragga, tem coisas mais afro, tem reggaeton, samba com trap, balada e violão. Conseguimos transitar em tudo, em quase todas as influências que temos, que obviamente faziam sentido na concepção do álbum da IZA, para não parecer uma salada de frutas. Apesar de todas as músicas terem suas características, o disco tem sua sonoridade e sua identidade. E esse foi o maior desafio, que era como fazer tudo e não parecer uma salada de frutas. E deu certo!

IL: Vimos que um dos compositores de “Você Não Vive Sem” é Ronaldinho Gaúcho, como a música chegou até vocês e a IZA?

CATIORROS: Essa é uma das curiosidades da ficha técnica, o Pablo já tinha trabalhado com o Ronaldinho em outras composições, tem uma galera que sempre compõe junto e as músicas ficam lá até alguém ouvir e dizer “essa música cabe pra tal artista”. E foi através do Jhama (que também é um dos compositores da música), que nos mostrou a música e a gente gostou bastante, no final a música entrou.

 

IL: O Dona de Mim tem tido muitas críticas positivas, não só de especialistas, mas principalmente dos fãs. Vocês esperavam? E como lidam com as críticas negativas?

CATIORROS: Graças a Deus, estamos muito felizes, que a crítica está gostando, tanto os fãs como as pessoas que escrevem sobre o assunto, a galera do meio musical, temos tido um feedback bem positivo. E não é querer parecer rude nem nada, mas meio que já esperávamos, tinha realmente uma expectativa em cima do disco da IZA, porque ela era uma artista que estava despontando, com um puta potencial e precisava dar esse passo a mais na carreira, e era justamente o álbum que faria isso, e estamos cumprindo os objetivos. E não vimos nenhuma crítica negativa ainda, algumas pessoas não gostam de tal música, ou de tal estilo, mas a pessoa tem o direito de não curtir. Pra nós é normal, isso acontece em qualquer disco, mas uma resenha crítica negativa não chegou até nós.

 

IL: Qual a faixa favorita de cada um de vocês?

CATIORROS: Sérgio: LADO B | Ruxell: Pesadão | Pablo Bispo: Linha de Frente.

 

IL: Foi fácil entender a proposta que a IZA queria trazer para álbum? Como funciona esse processo de tentar entender a visão do artista pra poder criar com ele?

CATIORROS: IZA sabe muito bem o que ela quer e o que ela não quer também, então isso é algo que construímos juntos. Também existe a opinião da gravadora, existe uma galera que trata a parte artística e decide junto quais caminhos a seguir. Pra nós é um trabalho muito natural, acreditamos que todo compositor e produtor deveria fazer isso com o artista, ao invés de sair mandando música, para que no final as músicas não corram o risco de serem rejeitadas. Como é um processo que construímos juntos, descobrimos quais mensagens queremos mandar, os temas que iremos abordar e também a sonoridade. O que facilita é o fazer junto.

IZA e Sérgio Santos em estúdio.

IL: No processo de produção do álbum, a gente imagina que muitos outros materiais são produzidos mas acabam sendo descartados. Como ocorre essa decisão do que sai e do que entra no álbum? No Dona de Mim houve muita música que não entrou?

CATIORROS: Existem algumas músicas que chegamos a produzir mas que por algum motivo caíram. No processo de produção do disco, principalmente pra um artista novo como a IZA, onde a música pode chegar na rádio e na TV a gente precisa ter muita atenção com os temas que iremos abordar, com quais bandeiras vamos levantar e como fazer tudo isso de uma maneira que fique legal. Então é normal a tentativa e o erro, existe material descartado por não ter se encaixado no conceito, há um processo de refinamento que é discutido entre todos da equipe.

 

 

27/05/18

Lançado exatamente 1 mês atrás, o primeiro álbum de IZA já obteve diversas conquistas, o desempenho do disco nas rádios, plataformas digitais e até mesmo com a crítica, já tem muito destaque para uma cantora iniciante.

O disco pegou posição #3 no iTunes Brasil e durante o lançamento foi o assunto mais comentado do Twitter aqui no país e ainda o quinto assunto mais comentado da rede social no mundo inteiro.

Nós do IZA Legion estamos acompanhando tudo de perto e separamos para vocês todos os dados que o álbum possui até agora, desde o desempenho nos charts até as execuções e reproduções nas plataformas.

SPOTIFY

No Spotify, algumas faixas obtiveram um certo destaque, as músicas Bateu e Rebola atingiram, respectivamente, um peak de #85 e #171 no chart de música mais ouvidas no Brasil, além dos singles Ginga que pegou peak #37 e Pesadão com #11, sendo o maior hit da carreira até agora.

Além do chart das música mais ouvidas da plataforma, algumas faixas do álbum também entraram na lista de músicas virais brasileiras:

  • #1 Pesadão
  • #4 Ginga
  • #16 Bateu
  • #21 Rebola
  • #42 Saudade Daquilo

Sobre as execuções no Spotify, confira a tracklist do álbum com a quantidade de plays que cada faixa possui atualmente na plataforma:

  • Ginga – 7.818.241
  • Bateu – 901.380
  • Pesadão – 44.360.888
  • Corda Bamba – 298.363
  • Rebola – 521.347
  • Saudade Daquilo – 376.974
  • Engano Seu – 293.225
  • É Noix – 246.097
  • Toda Sua – 225.425
  • Você Não Vive Sem – 207.754
  • Dona de Mim – 383.676
  • Lado B – 203.115
  • No Ponto – 177.823
  • Linha de Frente – 193.583

TOTAL: 56.207.891 milhões de stream apenas no Spotify.

YOUTUBE

No Youtube, as músicas foram upadas uma a uma, respeitando a ordem do álbum e ficaram numa playlist no próprio canal da IZA que você pode conferir clicando AQUI. Confira abaixo o desempenho de cada faixa nesta plataforma (dados coletados às 15h15):

  • Ginga – 17.292.194
  • Bateu – 207.491
  • Pesadão – 137.167.696
  • Corda Bamba – 182.831
  • Rebola – 889.466
  • Saudade Daquilo – 178.722
  • Engano Seu – 101.764
  • É Noix – 84.499
  • Toda Sua – 77.625
  • Você Não Vive Sem – 154.398
  • Dona de Mim – 559.188
  • Lado B – 80.247
  • No Ponto – 82.923
  • Linha de Frente – 123.457

TOTAL: 157.182.501 milhões de streams apenas no YouTube.

Somando as duas plataformas, o álbum já possui mais de 210 milhões de streams. Além disso, Pesadão já recebeu certificação de Disco de Platina Triplo, que foi entregue no programa Conversa Com Bial, por suas mais de 240 mil cópias vendidas (streams + vendas puras), para ler mais sobre isso, clique aqui.

RÁDIOS

Nas rádios brasileiras, os dois singles do álbum, Ginga e Pesadão permanecem no top 5 das faixas mais tocadas na categoria POP/Rock/Reggae, dividindo o ranking com artistas consolidados como Anitta:

Dados: Connect Mix.

Este foi apenas o primeiro mês de desempenho do álbum na rua, tudo ainda está só começando e esperamos que esse números só aumentem cada vez mais, para ouvir o álbum nas plataformas digitais, clique nos links abaixo:

SpotifyYouTube – iTunesDeezerTidal

27/04/18

Que o “Dona de Mim” saiu e já é um hit todo mundo já sabe, o que a gente ainda não sabe são quais faixas vão cair no gosto popular, quais mais agradaram ou desagradaram. Desta forma, convidamos um leitor do IZA Legion pra contar pra gente o que ele achou do tão esperado álbum da imperatriz, Dinho (@YellowDinho) tem 24 anos, é estudante de Gestão da Informação e muito monaliza, sim! Confere tudo que ele achou de cada faixa:

Ginga (10/10) – “Quando IZA começa com ‘Vem dançar, brilhar, deixar o som guiar’ ela já preparando a gente pra o que vem pelo CD, a música é forte, comercial e representativa. E quando o Rincon fala a cintura mole, mole, mole, sabemos que ele tava pensando em mim né amores.”

Bateu (10/10) – “Aqui IZA milita a favor da legalização da maconha 4:20 SIM, a vibe é muito boa (já ensinava tia Riri). E o mais legal é como IZA pronuncia as palavras partidas (uma vibe bem Rihanna mesmo ‘All I see is signs, all I see is dollar signs / money on my mind, money, money on my mind’), um hit pronto. Fora a produção da música que é impecável.”

Pesadão (100/100) – “O que foi Pesadão? Ou melhor, o que É PESADÃO? Hino platinado que não precisa nem ser descrito.”

Corda Bamba (9/10) – “Quando IZA falou que a música não era axé, ok. MAS O QUE É ESSA MUSICA??? Eu amo como na 4ª música do CD ela já mostra como é versátil e como isso também é ter personalidade. Obrigado Veveta.”

Rebola (10/10) – “Mais uma música pensada em mim kkkk, mas tipo, acho que é a mais comercial do álbum e mesmo assim é maravilhosa e quando GG chega, TOP. A música que vai tocar em todas as festas do Brasil e nem precisa ser single pra isso.”

Saudade Daquilo (100/100) – “ME MATA DE ME F*DER, o que são os sintetizadores dessa música?? Gente a produção tá impecável e o que é IZA de rapper?? Uma das minhas favoritas sem dúvidas e a gente ainda ta na sexta musica.”

Engano Seu (10/10) – “A faixa 7 nem precisa falar que é hino só por ser faixa 7 né. É incrível como mesmo a música já tando pronta há muito tempo, ela parece tão atual. É aquele tipo de música que não passa nunca.”

É Nóix (10/10) – “Acho que essa é a maior surpresa do álbum pra todo mundo. Eu já vejo essa música em todas as novelas e trazendo o estrelado pra dona da música no Brasil.”

Toda Sua (10/10) – “É a farofa tropical do álbum, me lembra muito ‘É assim que se faz’ da Luciana Melo. Você se sente feliz ouvindo essa música, parece que o mundo é um lugar bom. IZA cristal da esperança que veio salvar o mundo.”

Você Não Vive Sem (10000/10000) – “10 segundos de música IZA já inventa o violão, as baladas, QUE MUSICA DA P*RRA E SÓ TA A VOZ, VIOLÃO E UM CAJON. Quando entra o violino genteeeeeeeee. A melhor do álbum sem dúvidas, já chorei várias vezes.”

Dona de Mim (10/10) – “É tão bom ver elementos de Tássia Reis (favor ouvir ‘No seu Radinho’ da Tássia), isso mostra o quanto IZA valoriza o que é daqui, sabe? E quando entra os instrumentos de sopro tipo ‘Same Love’ do Macklemore, é incrível! Esse momento do álbum é o ápice junto com Você Não Vive Sem e Lado B.”

Lado B (10/10) – “O cristal volta a fazer a gente acreditar no amor, e ficar extremamente feliz numa música que parece tão simples. A gente sente a felicidade na voz, como ela é feliz em fazer o que faz.”

No Ponto (10/10) – “QUANDO ENTRA A GUITARRA SOCORRO, produção impecável, a voz nem se fala. É muito bom escutar essa versatilidade e essa mulher tá no primeiro CD ainda, imagina nos próximos?”

Linha de Frente (10/10) – “Dava pra meter um feat com Karol Conka, um Dona de mim duetos, né amores? A música finaliza o álbum divinamente e mostra pra que IZA tá no mercado. É isso, tem que respeitar mesmo.”

Depois de comentar faixa por faixa, ele ainda fez umas considerações finais gerais sobre o álbum:

“Quem amou, respira! Sempre acreditei em vocês [IZALegion] apostando tudo nessa garota e como deve ser gratificante receber isso em troca. IZA lança um dos maiores debut álbum de cantora pop no Brasil (usei debut, mas é muito maior que isso). Sonoridade única, produções impecáveis, referências maravilhosas, representatividade. O cristal consolida uma marca e mostra que você não precisa cantar o mesmo ritmo e a mesma coisa sempre pra ser coeso. Preciso nem dizer que tá maravilhoso e que eu amei, o álbum por si já grita isso.”

Além do Dinho vários outros fãs interagiram com a gente no Twitter nesta madrugada, o que acabou resultando na hashtag #DonaDeMim como o assunto mais comentado do Brasil e o 5º assunto mais comentado do MUNDO na plataforma, tudo inédito e novo pra gente e pra IZA.

Teve gente famosa também interagindo com a hashtag e falando sobre o lançamento do álbum, Gloria Groove, Karol Conká, Drik Barbosa, todas estavam ligadas esperando o debut da fada.

E vocês, amores? O que vocês acharam do álbum do ano? Caso você tenha caído de paraquedas aqui neste post e ainda não tenha ouvido o Dona de Mim, clica AQUI e confere todas as informações e links necessários pra ouvir e comprar o seu álbum.

27/04/18

A ESPERA ACABOU! Depois de quase 1 ano acompanhando o processo criativo do primeiro álbum de estúdio de IZA (Dona de Mim), podemos finalmente ouvir esse hinário. O disco foi liberado às 00h00 de hoje (27) nas plataformas digitais e com algumas horas de antecedência no iTunes. O álbum está incrível e você pode conferir um apurado de todas as informações iniciais sobre a produção aqui com a gente.

O Dona de Mim tem 14 faixas, dentre elas Pesadão e Ginga, singles já lançados anteriormente, além de contar com uma faixa que também tem o mesmo nome do álbum. Com um time pesadão de parceiros, IZA traz feats como: Ivete Sangalo, Gloria Groove, Carlinhos Brown e Thiaguinho, já no seu álbum de estréia, além dos maravilhosos Marcelo Falcão e Rincon Sapiência já presentes em Pesadão e Ginga. Confira a tracklist do álbum completa:

  • Ginga (part. Rincon Sapiência)
  • Bateu (part. Ruxell)
  • Pesadão (part. Marcelo Falcão)
  • Corda Bamba (part. Ivete Sangalo)
  • Rebola (part. Carlinhos Brown e Gloria Groove)
  • Saudade Daquilo
  • Engano Seu
  • É Nóix (part. Thiaguinho)
  • Toda Sua
  • Você Não Vive Sem
  • Dona de Mim
  • Lado B
  • No Ponto
  • Linha de Frente

Para conseguir ouvir o álbum completo, separamos todos os links das plataformas digitais que o álbum tá disponível, escolhe a que é melhor pra você e recebe essa unção, amore:

 

SpotifyYouTube – iTunesDeezerTidal

A versão física do álbum já está disponível em pré-venda na Saraiva e na Cultura. Garanta a sua edição! Lançamento previsto pro dia 11/05.